Check-ups de início de ano: os laboratórios e clínicas estão prontos?

Os check-ups de início de ano costumam ser a primeira promessa a ser cumprida. Eles são importantes para detecção precoce de doenças ou acompanhamento clínico de enfermidades. Devem incluir exames laboratoriais, radiológicos e outros aliados ao acompanhamento clínico com os profissionais de saúde. Também são exigidos pelas empresas, conforme o tempo de serviço ou a entrada em nova faixa etária.

Contudo, muitos laboratórios e clínicas que realizam exames de check-up não se atentam para esse nicho ou para o aumento da demanda nesse período do ano, perdendo uma boa oportunidade de crescimento.

O objetivo deste post é oferecer dicas para as empresas de saúde se prepararem para o público que realiza periodicamente o check-up. Acompanhe!

Conheça as necessidades do público-alvo

Entender as necessidades clínicas e laboratoriais dos pacientes é um passo importante para garantir sucesso nos negócios de saúde. Por isso, é essencial avaliar o perfil socioeconômico, padrão medicamentoso, frequência na solicitação de exames clínicos e diagnóstico de doenças crônicas.

Assim, o gestor poderá traçar o perfil de pacientes atendidos, verificar os serviços solicitados frequentemente e aqueles que apresentam pouca produtividade, conseguindo maior base de informações para investir nos itens de maior interesse clínico e financeiro.

Elabore convênios com as empresas

Uma das estratégias para garantir um fluxo constante de check-ups é firmar convênios com empresas que necessitam desses serviços. Podem ser incluídos exames laboratoriais de rotina, hemograma completo e de imagem.

VEJA TAMBÉM:  Telemedicina x telessaúde: você sabe qual a diferença?

Para facilitar a adesão por parte das companhias e trazer praticidade para os seus colaboradores, a sua empresa pode enviar laudos on-ine e permitir o acesso aos resultados laboratoriais via aplicativos de celular.

Essas ferramentas da telemedicina podem garantir uma maior produtividade dos serviços clínicos, diminuindo custos e aumentando a satisfação dos pacientes.

A formalização de um convênio pode ser vantajosa para as empresas que contaram constantemente com esses serviços. Além disso, o histórico do paciente será observado ao longo dos anos, facilitando a tomada de decisões em casos de alterações laboratoriais.

Forneça pacotes de exames

As empresas podem fornecer um pacote de exames laboratoriais, radiológicos e clínicos conforme o perfil e demanda dos clientes. Para tanto, é crucial elaborar kits para check-ups, adultos e infantis.

Os kits devem incluir hemograma completo, dosagens de colesterol e suas frações, glicose e hormônios, além de outros aspectos específicos de doenças ou acompanhamento de enfermidades relacionadas ao ambiente de trabalho.

É possível também oferecer exames diferenciados segundo sexo e faixa etária. Para as mulheres acima de 35 anos, por exemplo, devem ser incluídos além das dosagens hormonais o ultrassom de mamas e endovaginal.

Para os homens acima de 60 anos, a detecção plasmática de PSA (antígeno prostático) é fortemente recomendada, aliada a dosagens de testosterona e hemograma completo.

Os check-ups de início de ano são exames necessários para manter a saúde dos pacientes e trabalhadores de uma empresa. Para atender a essa demanda crescente é importante conhecer o público-alvo, firmar convênios e parcerias com grandes empresas e elaborar pacotes com os principais exames.

VEJA TAMBÉM:  Como fazer o exame de eletrocardiograma?

Além disso, a utilização de ferramentas de telemedicina nos check-ups de início de ano, que garantem praticidade e comodidade ao paciente, também são bem-vindas. Por isso, caso queira aprender mais sobre essa inovação, baixe agora nosso e-book “Telemedicina: tudo sobre essa nova tecnologia“. Boa leitura!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *