Curativo a vácuo - motivos para utilizar

Curativo a vácuo: 5 motivos para utilizar essa tecnologia

A cicatrização e os curativos de feridas exige esforços além da capacidade humana de suportar a dor: os pacientes ficam expostos a uma série de transtornos como mal-estar, dor e desconforto. Porém, uma nova tecnologia na área médica promete acabar com o sofrimento de milhares de pacientes e devolver-lhes uma rotina normal e tranquila, com o uso do curativo a vácuo, uma tecnologia nova e revolucionária, que permite que os ferimentos cicatrizem de maneira mais rápida e eficaz. Confira quais são os principais motivos para fazer uso dessa técnica de recuperação.

Como funciona o curativo a vácuo?

Essa técnica inovadora consiste na aplicação de uma pressão negativa (vácuo) através de uma espuma de poliuretano, que é ajustada ao tamanho e à profundidade da ferida no paciente. A ferida é então coberta por um filme ligado a um aparelho que controla a graduação e também a frequência do vácuo. Dessa forma, o processo de cicatrização é acelerado e a lesão é curada em um menor espaço de tempo.

Quais as indicações de uso?

A técnica de curativo a vácuo é indicada para:

  • Tratamentos de feridas diabéticas;
  • Enxertos de pele;
  • Queimaduras;
  • Úlceras por pressão;
  • Síndrome do abdome aberto;
  • Síndrome compartimenta;
  • Síndrome de Fournier;
  • Feridas ortopédicas;
  • Mediastinite.

Quais são os principais motivos de se usar o curativo a vácuo?

Ter uma ferida de difícil cicatrização não é nada cômodo, tanto para pacientes quanto para  médicos e enfermeiros, e os profissionais da saúde em geral. O uso do curativo a vácuo é indicado pelos seguintes motivos:

VEJA TAMBÉM:  Entenda o que é um sistema PACS de uma vez por todas

Diminui o tempo de internação

Quando os pacientes possuem feridas complexas e de lenta cicatrização, é necessário que suas estadias nos hospitais sejam demoradas e sofridas, mas isso está prestes a mudar. Com a aplicação dessa inovadora técnica, os tempos de internação diminuirão.

Menor troca de curativos

Como o tempo de cicatrização é diminuído, as trocas de curativos são menores. Proporcionando ao paciente menos idas a hospitais, clínicas e postos de saúde.

Metodologia simples e prática

A técnica de curativo a vácuo, diferente dos curativos convencionais que exigem uma série de itens, como faixas, pomadas e esparadrapos, é simples, direta e de fácil aplicação.

Uniformização de materiais

Mesmo com padronização dos serviços, hospitais, postos de saúde e UBS ainda utilizam diferentes materiais para realização de curativos. Porém, ao utilizar o curativo a vácuo, essa discrepância de materiais tende a se extinguir, o que acarretará uma padronização de materiais e insumos medicinais utilizados nas unidades de saúde. Essa uniformização proporcionará economia e resultados satisfatórios não só para os pacientes, mas para as clínicas e hospitais, ao propiciar economia de tempo e financeira.

Qualidade de vida aos pacientes

Esse pode ser apontado como o principal motivo do uso do curativo a vácuo. Quem possui feridas de difícil cicatrização sabe quão doloridas elas são, além de causarem uma série de desconfortos. Essa técnica inovadora, além de ser econômica, é capaz de devolver a qualidade de vida às pessoas que dela se aproveitarem.

VEJA TAMBÉM:  5 mitos e verdades sobre a saúde do coração

Ainda pouco difundido, o curativo a vácuo tende a ganhar cada vez mais espaço em hospitais e clínicas.

Você já fez uso da tecnologia ou conhece alguém que tenha feito? Utilize os comentários para nos contar quais foram os resultados obtidos.