Entenda quais elementos são necessários para avaliar a produtividade de uma clínica

A produtividade é a capacidade de realizar cada vez mais utilizando menos recursos e mão de obra, com a manutenção de uma boa qualidade. Assim, ela implica em uma redução de custos em conjunto com a maximização do lucro e do desempenho do negócio. Em uma clínica, a produtividade também deve ser avaliada, considerando em conjunto a dimensão do cuidado e a humanização do atendimento.

Assim, avaliar a otimização da produção da clínica é fundamental, havendo algumas especificidades por ser um ramo da área da saúde. E então, pronto para conhecer mais sobre como avaliar a produtividade de uma clínica? Confira este post e saiba mais sobre o assunto!

Qual é a importância de avaliar a produtividade em uma clínica?

A clínica é uma instituição que auxilia na prevenção e na promoção da saúde, ou seja, é uma organização focada no cuidado. E para realizar essas medidas, ela precisa apresentar resultados, ter capital para realizar investimentos, adquirir materiais e remunerar profissionais para continuar se mantendo no mercado. Assim, a avaliação da produtividade na clínica é fundamental para que seja possível acompanhar como vai o desempenho financeiro do empreendimento.

Da mesma forma, é necessário esse acompanhamento para compreender se o paciente está recebendo a devida atenção. É preciso verificar também se os exames estão sendo úteis e realizados com a devida qualidade; se os diagnósticos estão sendo corretos e se a equipe está oferecendo um serviço de excelência.

Como avaliar a produtividade em uma clínica?

A produtividade em uma clínica pode ser avaliada por diversos indicadores, e é preciso estar atento a cada um deles para ter uma visão mais ampla do desempenho. Confira abaixo os diversos elementos que vão contribuir para uma análise efetiva:

VEJA TAMBÉM:  Por que clínicas precisam se preocupar com uma segunda opinião médica?

Feedback do paciente

O feedback é fundamental para mostrar a qualidade do serviço oferecido. Esse aspecto vai desde o atendimento oferecido pelos profissionais, passa pela qualidade dos procedimentos médicos, assertividade dos diagnósticos, tempo de espera e facilidade de acesso aos exames. Assim, ouvir o paciente é fundamental — por ser ele quem vivencia os efeitos da gestão da clínica, certamente é a pessoa mais adequada para dar opiniões sobre os serviços.

Métricas estabelecidas para produtividade

Para mensurar a produtividade da clínica, é importante também observar aspectos mais quantitativos. Avaliar a produtividade com indicadores, nesse caso, envolve comparar o valor de investimentos para oferecer os serviços e a quantia obtida como retorno no total.

Métricas estabelecidas para qualidade

É uma quantificação em percentual dos erros e desvios em relação ao total oferecido no serviço de saúde. Esses valores são comparados com um índice-padrão. É importante lembrar que as métricas de qualidade devem ser avaliadas em conjunto com as medidas de produtividade.

Observação da rotina

Os profissionais precisam estar atentos ao que ocorre na clínica. É preciso verificar se erros são recorrentes, se as listas, documentos e agendamentos têm sido efetivos ou estão mal organizados, se os resultados de exames têm sido oferecidos de forma prática e rápida, por exemplo. Esses processos são indicadores mais simples, mas fundamentais para analisar a produtividade do negócio.

VEJA TAMBÉM:  Qual é o status da telemedicina no Brasil?

Flexibilidade

A flexibilidade é visível principalmente na modernização do empreendimento e é fundamental para uma clínica mais produtiva. Quando a instituição de saúde se abre para novidades, seja em tecnologia, formas de gestão, estratégias de atendimento diferenciados, a tendência é ela se beneficiar e otimizar sua produtividade.

Índice de churn

Pode ser fornecido por aplicativos e softwares e identifica a rotatividade, a evasão de clientes e o não retorno após a primeira consulta. Pode ser calculado também contabilizando esses dados ao longo de um período de tempo. Quando o índice de churn está alto, é indicado reavaliar a qualidade do serviço.

Acompanhamento de resultados dos tratamentos

Quando muitos casos na clínica estão com poucos avanços ou estagnados, de forma generalizada, pode ser um sinal de que o problema não está nos pacientes, mas no serviço. É evidente que problemas de saúde nem sempre apresentam melhoras rápidas e muitas vezes é preciso realizar vários exames, além de educar o paciente para o tratamento e auxiliá-lo para que ele consiga assimilá-lo. Entretanto, se isso ficar recorrente demais, pode ser um indicador de baixa produtividade e falta de qualidade no atendimento. Observe bem estes aspectos pois a produtividade na clínica está diretamente ligada com a qualidade do serviço oferecido.

Como a tecnologia pode contribuir com a avaliação da produtividade na clínica?

Ainda é muito comum que as pessoas façam grandes deslocamentos para realizar exames e consultas médicas. Essa realidade traz muitas dificuldades, altos custos com transporte, desconforto e até mesmo risco para a saúde do paciente em casos mais graves.

VEJA TAMBÉM:  Por que a telemedicina é foco da saúde pública?

As ferramentas tecnológicas, como softwares e aplicativos, contribuem com maior velocidade, facilidade de acesso e consequentemente mais rendimento e satisfação do paciente. A entrega de resultados de exames e laudos por meio digitais otimiza os serviços prestados e viabiliza a possibilidade de a clínica atender um maior número de pessoas.

Além disso, a tecnologia pode otimizar a gestão da agenda, a composição de prontuários e o acesso às informações pelos profissionais da clínica. Na avaliação de produtividade, ela colabora para sistematizar e calcular os índices e para a geração de gráficos, relatórios e planilhas que oferecem um bom diagnóstico da situação da clínica.

Avaliar a produtividade é necessário para qualquer empreendimento. Mas em uma clínica, esse processo é diferenciado, já que conta com as dimensões do cuidado e da promoção de saúde. O feedback dos pacientes sobre os serviços oferecidos é fundamental, assim como as observações dos próprios colaboradores da clínica.

Acompanhar os resultados, verificando as melhorias de saúde nas pessoas assistidas pelo estabelecimento de saúde é outra medida primordial. Nesse processo, é importante incluir também métricas de qualidade e de produtividade. A tecnologia pode otimizar a avaliação, além de possibilitar que a clínica se torne mais eficiente e produtiva. Assim, a flexibilidade também é um parâmetro fundamental na análise da produtividade do consultório.

E então, conseguiu entender como avaliar a produtividade de uma clínica? Confira também este post sobre os mitos e verdades da telemedicina e conheça mais benefícios da tecnologia para o seu estabelecimento de saúde!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *