ECG Esforço, Teste Ergométrico e Telemedicina

A importância do teste ergométrico para a prática de exercícios físicos

O exercício físico é fundamental na preservação e na promoção da saúde, proporcionando melhora na qualidade de vida e na autoconfiança das pessoas. As academias de ginástica passaram a ter um importante papel neste contexto, sendo um espaço frequentado por enorme quantidade de pessoas interessadas em realizar atividades físicas orientadas e seguras, como por exemplo: exigir o exame do teste ergométrico.

As doenças cardiovasculares, por sua vez, podem estar presentes entre os praticantes de atividades físicas, podendo acarretar sérios problemas. A avaliação cardiovascular, realizada antes do início da atividade física e também periodicamente, permite prevenir e su­perar situações que possam colocar em risco a integridade das pessoas, seja em treinos, atividades recre­ativas ou competitivas.

O local de avaliação deverá ser, sempre que possível, o mesmo em que a pessoa realiza suas atividades físicas – preferencialmente na própria academia. Isto ajuda no relaxa­mento do aluno, por estar em local conhecido e por ser avaliado por profissionais de seu convívio, possibilitando ainda um maior contato entre aluno, médico e educador físico.

Como é o teste ergométrico

A eletrocardiografia de repouso e o teste ergométrico são exames indicados para a avaliação cardiovascular. O primeiro é direcionado a todos aqueles que desejam iniciar uma atividade física, independentemente da idade. É fácil de realizar e tem baixo custo, mas não avalia a sua re­serva cardiológica.

Por esta razão, tor­na-se fundamental a realização de um eletrocardiograma de esforço, aquele feito enquanto a pessoa um protocolo pré-determinado. Esse exame fornece uma informação mais fiel das reservas das coronárias e do músculo cardíaco em plena atividade. Não podemos dizer que para um resultado normal obtido em um laudo de eletrocardiograma de repouso, a atividade cardíaca se manterá normal durante o esforço, ou que a pressão arterial que está dentro dos limites de normalidade no repouso continuará assim durante o exercício. Muitas anormali­dades só se manifestam quando o organismo é estimulado pelo esforço. Por isso, é importante a realização dos dois exames.

VEJA TAMBÉM:  Um atleta pode sofrer infarto?

O teste ergométrico é um procedimento clínico, em que o paciente executa caminhada ou corrida em esteira rolante, com o objetivo de avaliar o funcionamento do coração. Por meio do teste ergométrico, é possível investigar se o paciente apresenta alguma anomalia cardíaca que poderá colocá-lo em risco durante a atividade física. Além disso, monitora-se a pressão arterial em re­pouso e durante todo o teste, o que permite avaliar o funcionamento do sistema cardiovascular como um todo e estimar o consumo máximo de oxigênio (VO máx.).

Os riscos associados aos testes ergométricos são extremamente baixos se acompanhado de ava­liação pré-teste adequada, e podem ser aplicados com segurança por equipe qualificada, em ambientes não-médicos. A segurança do aluno e a correta prescrição da atividade física, com o consequente aproveitamento dos benefícios do exercício na saúde, tanto física como emocional, são os objetivos principais da avaliação cardiovascular pré participação nas academias.

Idealmente, esta avaliação deve ser realizada a cada seis meses, independentemente da idade, tendo em vista que as condições cardiovasculares e de condicionamento físico sofrem influência de fatores tais como o estresse, a dieta e o treinamento.

As academias transformaram-se nos últimos anos em locais de convívio intenso, sendo claramente uma opção de estilo de vida. A orientação adequada para a prática de atividades físicas e a segu­rança com que esta é praticada passaram a ser requisitos fundamentais para o bom resultado dessa atividade.