Como melhorar o mix de serviços da sua clínica?

Não há dúvidas de que prestar um serviço de qualidade é essencial para qualquer negócio, em especial para os da área de saúde. Qualidade, porém, não é tudo: é preciso oferecer aos clientes a gama certa de serviços para garantir satisfação da parte deles e retorno financeiro para a empresa. Mas como saber se sua clínica está oferecendo ao mercado o melhor mix de serviços possíveis?

A resposta virá de uma avaliação detalhada de tudo aquilo que já é oferecido, somada à análise do segmento e das necessidades do público já atendido pela clínica. Conheça algumas dicas valiosas que vão lhe ajudar a melhorar o mix de serviços de sua clínica.

1. Avalie aquilo que a clínica oferece

Você pode começar analisando o atual mix de serviços da clínica, listando cada serviço e seus respectivos custos de produção e rentabilidade. A partir disso, será possível detectar quais são os serviços que mais “valem a pena” para a empresa por serem os mais procurados ou os que proporcionam maior margem de lucro.

É possível construir um mix que inclua itens cuja demanda não é frequente ou com menor lucratividade. Porém, oferecer muitos desses serviços tem um custo para o negócio. Por isso, é preciso avaliar o que é melhor para a clínica, o que, em determinados casos, pode significar focar apenas nos produtos que vendem mais.

VEJA TAMBÉM:  Big Data na medicina: como usar dados para promover a saúde?

Antes de sair cortando serviços vale lembrar que, às vezes, é possível diminuir custos de produção e aumentar a lucratividade utilizando ferramentas e sistemas mais eficientes no dia a dia da clínica.

2. Analise o que é oferecido no segmento

Depois, é importante estudar o segmento no qual a clínica está inserida para detectar quais são os produtos oferecidos nesse segmento. O objetivo, nesse caso, não é fazer um mix igual ao da concorrência, mas, sim, definir a quantidade de serviços que farão parte do mix levando em conta a oferta e a demanda do segmento.

No caso de uma clínica que realiza exames, por exemplo, realizar apenas um ou dois tipos de exame significa lidar com uma fatia bastante específica do mercado e pode não trazer o retorno esperado. Considerando a existência de outros exames, é possível aumentar o mix e, com isso, fazer crescer o público que pode ser atendido.

Dependendo da situação — e levando em conta a avaliação de demanda e rentabilidade — o mix também pode ser reduzido aos serviços mais procurados ou mais rentáveis do segmento.

3. Considere as necessidades do seu público

Mudanças no mix de serviços, mesmo que sejam com o intuito de melhorar aquilo que já existe, podem afetar os clientes atuais da clínica, por isso, também é essencial ouvi‐los. Dessa forma, é possível confirmar quais são os serviços com maior demanda e ainda descobrir algumas necessidades específicas.

VEJA TAMBÉM:  As vantagens de utilizar o neuromarketing em seu laboratório

Muitas vezes, essas necessidades não significam grandes alterações no mix de serviços, mas podem acarretar, por exemplo, a criação de versões mais simples e, consequentemente, mais baratas de algum serviço específico — ou de pacotes de serviços que, combinados, ficam mais baratos.

Gostou deste post? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos sobre como melhorar os serviços da sua clínica!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *