Telediagnóstico e mais: conheça os campos da telemedicina

Com o avanço da tecnologia, a medicina evolui rapidamente. Uma grande inovação na área é a telemedicina, que consiste na oferta de serviços à distância, possibilitando que o atendimento médico ultrapasse a barreira do deslocamento.

A telemedicina engloba vários campos como o telediagnóstico cardiológico, teleoncologia e teleoftalmologia. Você conhece cada um deles?

Entenda, a seguir, como eles funcionam e como contribuem para a manutenção da sua saúde:

Telediagnóstico cardiológico

Um dos serviços mais destacados da telemedicina é o telediagnóstico, transmitido por meio da tecnologia da informação e comunicação, que permite o acesso de moradores de locais distantes dos grandes centros urbanos a diversos exames médicos.

Uma das principais modalidades de exame que podem ser feitos à distância é o tele-eletrocardiograma. O diagnóstico é realizado da seguinte maneira: a empresa disponibiliza o aparelho específico para realização do exame, o paciente realiza o procedimento em qualquer lugar do mundo e envia o exame pela internet à empresa especializada em telemedicina, a equipe médica avalia o exame e emite o laudo à distância, que retorna ao paciente dentro de minutos.

O serviço de tele-eletrocardiograma inclui laudos ECGs, de MAPA e Holter e também permite a discussão de casos clínicos online, podendo garantir o reconhecimento antecipado de diversos problemas cardíacos como hipertensão, infarto agudo do miocárdio, arritmias cardíacas, entre outras.

Teleoncologia

Outro ramo da medicina que também já está sendo beneficiado pela telemedicina é o oncológico. Com o auxílio da tecnologia, os pacientes podem consultar equipes de médicos especializados sem precisar se deslocar para o consultório/hospital. Além disso, podem fazer agendamentos e solicitar revisão de laudos online, bem como obter uma segunda opinião médica em alguns dias.

VEJA TAMBÉM:  Telemedicina otimizará recursos do SUS

O atendimento à distância funciona da seguinte maneira: o médico do paciente encaminha todo o histórico e exames via internet para os médicos especializados na área que realizam teleatendimento. Após a análise preliminar do histórico do paciente, uma consulta para obter uma segunda opinião é agendada e realizada. Por fim, toda a análise e laudos são enviados ao médico do paciente, que retornará a este com os resultados.

Teleoftalmologia

Com o objetivo de identificar problemas de vista, prevenir cegueiras, entre outras doenças do tipo em pessoas que moram em cidades remotas e não têm acesso fácil a um oftalmologista, a teleoftalmologia promove o atendimento à distância via vídeo-conferência. Dessa maneira, o médico pode interagir com o paciente, trocar dados e analisar exames realizados por equipamentos de diagnóstico oftalmológico com ajuda de uma equipe capacitada de enfermeiros, auxiliares ou agente comunitários.

Assim, o telediagnóstico cardiológico, a teleoncologia e a teleoftalmologia são alguns campos da telemedicina que ajudam as comunidades localizadas em áreas mais afastadas dos grandes centros urbanos, como vilas rurais e ribeirinhas, a terem acesso rápido e fácil à saúde. Com o auxílio do telediagnóstico, muitas doenças podem ser diagnosticadas em fase inicial, viabilizando um melhor tratamento e aumentando as chances de cura.

Gostou das informações sobre telemedicina e telediagnóstico? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude a divulgar essa área da saúde tão importante para muita gente!

VEJA TAMBÉM:  As 4 vantagens de oferecer telediagnóstico e laudos on-line

 

 

Photo by: Ilmicrofono Oggiono

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *