Telemedicina é confiável?

Telemedicina é confiável?

A tecnologia nos proporciona muitos benefícios, e tem se tornado uma aliada importante à nossa saúde. Equipamentos modernos permitem a realização de exames avançados, dando origem a diagnósticos cada vez mais precisos. Dessa forma, pacientes de todo o mundo podem contar com as vantagens da telemedicina.

A telemedicina consiste no uso das tecnologias de comunicação para o compartilhamento de informações médicas. Seu uso amplia a cobertura e a assistência em saúde. Médicos que trabalham no interior do país e que não têm acesso a assistência ou tecnologia, por exemplo, podem contar com a orientação de especialistas por meio de videoconferências. Sendo assim, os pacientes podem se beneficiar de recursos médicos avançados sem terem que se deslocar para grandes centros urbanos.

Os tratamentos médicos podem receber uma abordagem multidisciplinar, em que um grande número de informações são armazenadas e acessadas remotamente. A troca de e-mails entre médicos, as videoconferências, o compartilhamento de imagens e de resultados de exames laboratoriais e uma segunda opinião médica são alguns dos serviços que a telemedicina oferece. Dessa forma, há uma contribuição para a redução do custo operacional de clínicas e hospitais.

Mesmo estando tão presente nas nossas vidas, a tecnologia ainda suscita alguma desconfiança. Então, você pode estar se perguntando: a telemedicina é confiável? Este artigo esclarece algumas questões sobre o assunto. Confira:

Resultados completos

O uso de equipamentos modernos permite que pacientes e médicos tenham acesso a resultados completos e fidedignos dos exames. Dessa forma, o diagnóstico é preciso e leva à intervenção médica de forma correta. Imagens digitalizadas oferecem múltiplas possibilidades de manipulação e de processamento.

VEJA TAMBÉM:  Telemedicina otimizará recursos do SUS

A agilidade na obtenção dos resultados permite que o paciente receba o tratamento rapidamente. Isso é fundamental em situações em que o tempo é fator determinante para o sucesso do atendimento.

Privacidade

A relação médico-paciente é pautada pelo sigilo e pela confidencialidade das informações, e na telemedicina não é diferente. As empresas que fornecem os softwares e equipamentos estão comprometidas com a segurança das informações, e oferecem uma estrutura tecnológica capaz de atender às normas técnicas e éticas pertinentes. Todo o protocolo de troca de informações, imagens e diagnósticos é regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina.

A adoção de usuário e senha para o acesso aos sistemas, o uso de códigos de segurança, a assinatura digital e a criptografia são alguns recursos que garantem a confiabilidade dos sistemas e o sigilo das informações.

Cooperação

Um dos maiores benefícios da telemedicina é proporcionar o compartilhamento de informações entre especialistas. Dessa forma, conhecimentos são somados e permitem um diagnóstico mais eficiente. O paciente é duplamente beneficiado: pelo uso da tecnologia na realização dos exames e pelo atendimento por uma equipe completa de profissionais, independente da sua localização geográfica. Tudo isso a um custo bem menor.

Mostrar aos pacientes os benefícios da telemedicina e explicar os mecanismos de segurança que são adotados para garantir a confiabilidade e o sigilo na troca de informações são tarefas importantes, que contribuem para a aceitação cada vez maior desse importante aliado aos tratamentos médicos.

VEJA TAMBÉM:  Guia definitivo para descomplicar entregas de exames

Se você ainda tem alguma dúvida sobre a telemedicina, deixe um comentário!